Cordeiro em Pele de Lobo

0 comentários

Desde sempre, a todos fui muito dedicada.
Mostro minha alma que mesmo com a dor quase não foi danificada
Entrego-me a todos que amo ou por quem sou amada.
Mas as pessoas não gostam, detestam, simplesmente não suportam 
Conhecer a minha leve obscuridade quase nunca revelada
Ninguém aguenta minha face após a queda
Da minha última e melhor máscara.

A verdadeira face aparece quando não há mais lugar para as falsas
Some a artificialidade, e no lugar surge a personalidade
De uma pessoa bondosa efusiva dedicada e amorosa
Provavelmente vista por muitos como alguém de sanidade duvidosa. 


Campanha Salve Lennox!

0 comentários


Este cachorrinho que vocês estão vendo na foto se chama Lennox. Ele morava com sua família em uma residência cercada para que não fugisse, era dócil e servia de companhia para uma jovem de 11 anos que é portadora de deficiência. Tudo bem até aí, não fosse o fato de que na Irlanda do Norte, qualquer cão da raça pitbull ou de outra considerada perigosa, se for denunciado, é morto pelas autoridades, a menos que se comprove que ele não oferece perigo, coisa rara de acontecer. Sim, vejam só que absurdo. Uma denúncia anônima dizia que Lennox era uma animal "capaz de arrancar cabeças" e fez com que o Lennox fosse preso enquanto aguarda sentença. Isso ocorreu dois anos atrás e desde então o pobrezinho está confinado, perdendo pelo por conta do stress e com a vida em jogo.
Muita gente ao redor do mundo se sensibilizou com a história deste camaradinha, e estão, assim como eu, tentando ajudar a salvá-lo. Sites, blogs, postagens e uma petição online foram criados a fim de que a vida do pobre Lennox seja poupada e que a dor dele e de sua família seja aliviada, fazendo com que este ser inocente possa retornar ao seu lar. Deixo aqui o link da petição e peço a todos que lerem que não deixem de assinar, além de ser rápido e não custar nada a você, para Lennox pode ser a diferença entre vida e morte.

Lara Tôrres

Abuso

0 comentários

Um dia em que nada agrada, parece que todo o mundo é feio e sem graça. Não estou suportando alegria alheia, hoje pra mim não há porque ninguém estar feliz, num dia de merda. Quero poesia, melancolia, profundidade textual e sentimentalista. Não to a fim de ler nada sério como o meu livro BRASIL : NUNCA MAIS que é perfeito diga-se de passagem, mas as suas doses de tristeza vêm com muita desgraça e seriedade junto. Creio que boa parte do que eu estou sentindo agora é ausência do estudo da minha amada Literatura, especialmente de poesia sentimentalista ou revoltada, hoje assuntos mais sérios e voltados para o social estão descartados da minha lista de anseios. Não, eu quero algo mais introspectivo. E quero a solidão completa. Quero me colocar numa redoma de vidro, que eu pintaria de preto para que a luz não passasse. Isolada, no escuro, melancólica e triste em meio a poesias e músicas ás quais se podem empregar os mesmos adjetivos que acabei de citar acima. É do que eu estou precisando hoje, neste dia sem graça, sem nexo, sem nada. AAAAAh TPM desgraçada!

O Que Fica De Mim?

0 comentários
Isto pode soar estranho para uma pessoa de 16 anos que não tem nenhum problema psicológico que leve a pensar em morrer, mas de novo eu me pego pensando no fim de minha vida. Não pensando em acabar com tudo (isso nunca), mas sim no que ocorreria depois que a sociedade brasileira não contar mais com a presença de Lara Tôrres de Almeida. Penso no que estou fazendo agora, na minha relação com as pessoas, no que eu estou construindo em vida, e principalmente nas marcas que eu estou deixando neste mundo, nas pessoas que estão junto a mim. Recentemente presenciei uma homenagem a uma pessoa que faleceu, sendo citada por todos como um perfeito guerreiro em vida, como alguém exemplar e super cativante... alguém querido que arrancou lágrimas incontáveis dos que ficaram e o viram partir. Daí pensei : Será que eu vou ter algo assim quando for chegada a minha hora de morrer? Eu vou merecer? Meus familiares, meus amigos, mestres que passaram por mim  nesta deliciosa época de colégio... enfim as pessoas com quem eu convivo mais, os que me conhecem melhor, vão sentir minha falta com pesar verdadeiro? Como eu vou ser lembrada pelos que foram até o fundo da minha personalidade? Minha memória será boa para as pessoas? São momentos felizes que ficaram gravados nas mentes dos que se lembrarem de mim? No fim de tudo, quem afinal terei sido eu? Alguém que foi capaz de proporcionar alegrias e prazer aos que puderam se aproximar e conhecer a fundo minha personalidade? Ou uma pessoa que era desagradável ou pelo menos insignificante na vida dos outros, alguém cujo o convívio foi algo desagradável e entediante... uma pessoa que pode ser facilmente esquecida, excluída, apagada em definitivo da mente dos demais, do coração de todos? Afinal alguém realmente me tem dentro do coração de maneira definitiva, sem chance de ser esquecida ou superada após um vacilo que deixa mágoas? Eu estou fazendo algo que merece ser lembrado, digno de uma homenagem sincera e comovente? Tenho no final de tudo deixado algo de valor no mundo?

Me vejo muito em meio a estas inquietações, por ter bastante medo de chegar ao fim do meu caminho mundano sem ter deixado absolutamente nada com ninguém, nenhuma boa lembrança, nenhum momento gostoso, uma saudade boa, memórias que envolvam risadas e lágrimas de saudade verdadeira, lágrimas de quem realmente se preocupava, queria estar e lutar ao meu lado, de quem se importou com meu bem estar... lágrimas de amor ausente por conta do único mal irremediável que reúne todos os seres vivos num único rebanho de condenados.
Mudando um pouco do tema pós-morte, cito também aqui as razões de eu viver dessa forma, pensando no que eu estou fazendo no mundo e se ao fim de tudo isto o que estará feito é digno de reconhecimento pela parte de qualquer pessoa. Auto-estima nunca foi meu forte, sempre me vi como alguém negativamente diferente das outras pessoas, porém apenas isto não bastaria para gerar tanto conflito em mim. Minha infância foi tranquila se não considerar a dureza e severidade excessivas que sempre tive na imagem de meu pai, exigindo sempre que eu fosse a melhor das melhores em tudo para ter sucesso em minha vida. Minha adolescencia chegou, e eu me vi aflita assim depois de ter visto tantas pessoas sendo esquecidas mesmo ainda estando vivas, tive que aceitar e suportar a ideia de que eu amaria certas pessoas à minha volta, mas que o meu amor por si só não garantiria a reciprocidade de sentimentos. Assim fui me sentindo cada vez mais como zero à esquerda por perceber que as pessoas nunca me correspondiam igualmente, não me procuravam nem ligavam realmente para mim, não havia uma preocupação verdadeira com o meu bem estar psicológico, físico e emotivo por parte de pessoas com as quais eu dividi meu coração em vários pedacinhos capazes de conter em cada um tamanha quantidade de sentimentos que valiam por um coração inteiro, como uma esponja do mar que ao ser despedaçada forma um novo ser de cada fragmento seu. Somando isso à meu gosto pela história, eu me vi ainda mais perdida por ter adquirido o desejo de dar uma de Anne Frank permanecendo viva após minha morte, ou de Getúlio Vargas que deixou a vida entrando para a história. Passar pelo mundo, viver e morrer sem ser notada ou reconhecida por feito algum, quer fosse ele bom ou mau não me servia mais. Conhecer o mundo não é o bastante, o mundo precisa me conhecer. Mas em meio a tanta falta de reconhecimento pelos meus esforços para ser alguém bom o bastante nem mesmo por parte dos mais íntimos e chegados, como então eu posso estar trilhando um caminho que me levará a alcançar o sucesso, a realização do sonho de fazer algo útil e digno de reconhecimento, que me faça ser lembrada mesmo depois de meus ossos tornarem-se adubo, deixando a imagem de uma pessoa de bem que fez algo de útil e agradável, como ser alguém que enquanto viva levou alegrias e momentos prazerosos aos que puderam conhecer-me? Como fazer de minha companhia uma alegria, como fazer minha presença ser felizmente notada e minha falta ser sentida? O que afinal fica de mim para ser lembrado? Eis aí mais uma resposta que eu gostaria de ter. Ou pelo menos saber esquecer as perguntas, a fim de que elas não me levem à loucura.

Lara Tôrres.



Eu Barroca.

0 comentários
Dentro do estudo da literatura, o Barroco diz respeito ao estilo literário marcado por um ser humano sempre em dúvida, por conta da passagem do período de idade média, onde o mundo inteiro girava em torno da crença em Deus acima de qualquer coisa (pensamento Teocêntrico ) e o modelo de pensamento antropocêntrico (Homem no centro, podendo pensar por si só mas sem abandonar suas crenças). Tudo que tem marcas causadas por contextos históricos e deixa seus registros para as futuras gerações não se acaba por completo, mesmo que mude o pensamento de época e os parâmetros sociais sejam completamente renovados. Isso explica porque um estilo de escrita e arte que esteve no auge lá para os anos de 1600 toca as pessoas ainda hoje, fazendo com que elas se identifiquem com tudo o que foi escrito e retratado em obras artísticas. 


Parando para refletir um pouco sobre isto, podemos concluir que embora hoje não nos vejamos no meio deste forte conflito entre o mundano e o transcendental, pecado e salvação, divino e profano, nós estamos quase sempre mergulhados em dilemas até os dias de hoje, e presumo eu que por toda a eternidade assim será. A contradição e a dúvida são sempre parte integrante da vida humana, tão cheia de opções, escolhas e caminhos a serem seguidos... são tantas bifurcações que nós por muitas vezes nos vemos perdidos e indecisos, suprimidos entre cansaço e dever, certo e errado, desejo e capacidade de saciá-lo sem culpa, cômodo e necessário... 


Aí está, este último exemplo que dei é talvez o maior dilema que cerca o mundo das mulheres e também de homens inseridos em relacionamentos amorosos. Há ou não chance de salvar a relação ? Ainda é como antes? Somos os mesmos? O que sobrou é o suficiente? E quando a resposta dessas perguntas é "não" surgem questões como : "Já me habituei a esta pessoa, nada está bem mas será que dá para levar do jeito que está, mesmo frio, mesmo com tudo mudado, tão diferente e com todos os nossos problemas? Será que eu aguento o fim? Será que tenho coragem? Como o outro ficará? Ficarei só no mundo? Vou amar mais alguém? Não seria mais fácil manter esta pessoa ao meu lado mesmo da maneira que é, do que lidar com a mudança de vida que acarretaria desfazer este laço? Não é melhor evitar a dor de se separar? ". Questão delicadíssima, que causa sofrimento a muitas pessoas pelo mundo a fora, e sim isto é uma tortura. Digo com a experiência para apoiar minhas palavras neste momento. 


Esta divisão toda entre ficar e ir embora, tentar e largar, insistir e desistir é sem dúvida um dos mais comuns dilemas dos enamorados, seguida da contradição entre perdoar ou não casos  de infidelidade. Problema danado é a tal da traição, com tantas definições que tem! Cada pessoa no mundo dando a sua, e nunca uma é igual a outra. Penso que traição se evita confiando e refletindo sempre muito bem sobre o que se passa em sua vida amorosa, tomando o cuidado de ver se aquela pessoa realmente atende a todas as suas necessidades sem te dar dores de cabeça ou necessidade de procurar quem as alivie. Vez ou outra me pego em meio a problemas assim, neste tipo de reflexão, atolada em dilemas, e noto que não acontece apenas comigo, mas com muitas pessoas, mais comum com mulheres, me levando a crer que você, sua, melhor amiga, sua colega de colégio faculdade ou trabalho, sua mãe, sua irmã, sua prima de milésimo grau, a manicure do seu salão, a mocinha da faxina, todas nós somos, nossa feminilidade é, eu sou barroca. 


Lara Tôrres. 


DEDICAREI ESTE TEXTO A MINHA PROFESSORA DE FILOSOFIA E SOCIOLOGIA Andréa Galvão ,QUE ME AJUDA A REFLETIR SOBRE A VIDA, E A MINHA PROFESSORA DE HISTÓRIA E LITERATURA, Kariny Mirtes Freitas, QUE TAMBÉM DEU BASE PARA QUE EU PUDESSE PASSAR MINHAS IDEIAS DESSA MANEIRA, EXEMPLIFICANDO A PARTIR DE UM ESTILO LITERÁRIO.


"Que caminho eu devo tomar?"

Faça Seu Batom Hidratante

0 comentários
Oi ;D Um dia desses eu estava olhando os vídeos que a Aline Sideris postou em seu blog Frescura Sem Censura que aliás é o que eu mais gosto em toda a web (depois do meu é claro ;p) kkk Brincadeirinha Aline. Voltando ao tema, em meio aos vídeos dela, vi um tutorial sobre como fazer um gloss hidratante com vaselina e pigmentos de maquiagens que a gente sempre tem em casa, tipo blush ou sombra. Fiquei pensando : SERÁ QUE TEM COMO FAZER ISSO COMO FAZER UM BATOM DA COR QUE ME DER NA TELHA E QUE HIDRATE MEUS LÁBIOS?  Terminei por descobrir que manteiga de cacau derrete facilmente e que assim como a vaselina, ao se misturar com os pigmentos cria uma cor bastante rica se você usar bastante. O resultado da minha experiência foram dois batons cor-de-rosa. Fazer é suuuper fácil! Vou ensinar agora para vocês. 




Você precisa de alguma sombra ou blush da cor que preferir, um batom de manteiga de cacau, um recipiente onde deixar a manteiga de cacau depois de endurecida e uma concha para derreter a manteiga de cacau.


Primeiro você deve abrir o recipiente e raspar a maquiagem a fim de depositar o pó no frasquinho (usei a lembrancinha dos 15 anos da minha prima hahaha). Bote muito caso contrário seu batom fica quase sem cor. Deverá ficar assim 






Depois chega a hora de derreter a manteiga de cacau. Você deve cortar o batom com uma faca, tirar a parte que ainda ficar no tubinho e pôr tudo numa concha de feijão, levando em seguida para derreter no fogão. Você deve deixar o fogo baixo e NUNCA ENCOSTE A CONCHA NO FOGO a manteiga evapora facilmente. Deixe a concha um pouco acima do fogo e aguarde o derretimento completo da manteiga.







Depois de derretida você deve levar a manteiga até o recipiente onde pôs anteriormente o pigmento e misture um pouco. Logo a manteiga esfria e endurece, deixando pronto o seu batom :D. 



Eu usei um blush rosinha, e amei o resultado.  Aqui vai mais uma foto para vocês de como ficou o meu batom. Beijinhos ;*     Lara Tôrres






Epitafobia

0 comentários
  Pensando na vida eu concluí uma coisa uns tempos atrás durante uma reflexão sobre o que quero pra mim, coisa muito frequente na vida de uma estudante de terceiro ano que tem míseros 365 dias para uma decisão que pode mudar o resto da sua vida. Num destes momentos eu já cheguei a descobrir não o quero para mim, mas o oposto disto. A última coisa que quero é que a música EPITÁFIO da banda TITÃS torne-se a trilha sonora da minha estadia na terra. Descobri que tenho um medo desgraçado de terminar minha juventude ou toda a vida e concluir que não fiz o que queria por motivos mais banais que minha satisfação pessoal, que não aproveitei o suficiente o tempo que tenho na Terra. E olhe que não sei se ele será longo ou só um pequeno piscar de olhos. O intervalo entre nascimento e morte é algo tão precioso que ninguém deve desperdiçar em hipótese alguma. Embora não passe de uma jovenzinha de 16 anos, pela experiência de conhecidos mais velhos que eu e pelas desgraças que vejo das janelas de minha casa e no monitorzinho de meu notebook, sei que a vida não é fácil para a maioria da população mundial. Ela tem seus problemas, obstáculos à nossa felicidade, responsabilidades crescentes, necessidades e obrigações, sem falar no que precisamos fazer para sobreviver, que no caso de algumas pessoas, é muito mais do que outras poderiam suportar. Muitas vezes os estudos, o trabalho, obrigações, outras pessoas, fofocas, cobranças, aperreios, falta de tempo para ver o que a vida tem de melhor a oferecer a cada um (a natureza, os pequenos momentos com quem nos quer bem, com quem nós queremos bem) tira a plena felicidade de muita gente mundo a fora.
  As palavras da bela, sábia e amedrontadora música a que me referi no início deste texto fazem referência a coisas que deveriam ter ou não sido feitas, contadas sob a ótica de uma pessoa que passou por toda a sua vida e conta seus arrependimentos por ter trabalhado demais, dado muita atenção a problemas pequenos, não ter admirado bem a exuberância e beleza da natureza cada vez mais reduzida , de não ter vivido grandes emoções, sentido grandes amores e paixões avassaladoras, de não ter feito o que queria, de não ter posto para fora as frustrações e dores em forma de choro, não ter aceitado a vida e as pessoas da maneira que elas são. Ao mesmo tempo em que a letra nos diz que devemos viver com mais intensidade, há um trecho que diz "A cada um cabe a alegria e a tristeza que vier" lembrando que mesmo devendo aproveitar ao máximo se fizermos uma ou outra coisa indevida seremos nós e mais ninguém que arcaremos com a tristeza e as consequências. Temos que curtir demais, porém com cautela e responsabilidade. Isto pode nos prender entre a cruz e a espada se nossas vontades forem loucas e um tanto inconsequentes. Outro pedacinho da música nos diz que somente nós sabemos o que nos aconteceu de bom e ruim ao longo da vida, o que temos em nossa bagagem emocional, "cada um sabe a alegria e a dor que traz no coração". Nós sabemos o que fazemos e sabemos de nossas razões para nossos atos (pelo menos deveríamos) de uma maneira que faz com que os outros não tenham muita razão em meter o nariz nas nossas vidas por estarem de fora, mas ao mesmo tempo abrir o coração para alguém pode ser reconfortante ou catastrófico. Como saber o que fazer? O eu - lírico da música (música é poesia meu bem!) se mostra triste e até decepcionado por não ter vivido da melhor maneira que podia e não ter mais a chance de ter tudo o que perdeu. 
  Aí me pego em um dilema: que posso eu fazer para ser feliz e não abrir mão das melhores coisas e ainda assim não ser irresponsável com meu futuro, não descumprir com meus compromissos e honrar minhas obrigações, estudar, mas também me divertir, trabalhar para viver e não o inverso, ser forte e ainda assim não me tornar fria ou insensível ao mesmo tempo eu que vivo e saboreio ao máximo cada momento, cada situação, cada acontecimento e cada emoção, de toda a vida nos mínimos detalhes? COMO PELO AMOR DE DEUS EU POSSO NO FUTURO OLHAR PARA TRÁS, RECORDAR MEU PASSADO E DIZER SEM MENTIR QUE REALMENTE VALEU A PENA TUDO O QUE FIZ, TUDO QUE VIVI, AS COISAS BOAS E RUINS PELAS QUAIS EU PASSEI? COMO FAZER QUE CADA ERRO E CADA ACERTO NO FINAL CONTRIBUAM PARA QUE EU SEJA ALGUÉM CADA VEZ MELHOR E TAMBÉM PLENAMENTE FELIZ, UMA MULHER, AMIGA, FUTURAMENTE MÃE E PROFISSIONAL REALIZADA SEM PERDER O MELHOR QUE MINHA TRAJETÓRIA DE VIDA PODE ME OFERECER? COMO GOZAR A VIDA SEM ME PREJUDICAR? Sinceramente eu não sei e esse desconhecimento me apavora demais. Se alguém souber pelo menos como não enlouquecer pensando nisso, por favor,  diga !!! 




Beijinhos ;*     Lara Tôrres 

Personalizando Sua Porta

0 comentários
Oi gente :D Um dia desses eu estava achando meu quarto meio sem graça, comum, precisava de algo que deixasse claro que aquele espaço é meu, com o meu estilo precisa ser a minha cara para não ser o quarto de qualquer outra pessoa. Resolvi mexer na minha porta, que estava igualzinha a todas as outras da casa. Fiquei pensando o que poderia dar uma carinha diferente, ares de Lara Tôrres. Pensei um bocado e concluí que uns desenhos iriam dar uma vida a mais, fui ao meu amado Google atrás de algumas imagens bonitinhas, imprimi as escolhidas (era uma vez a tinta ;x) saí recortando tudo e colei com durex. Mas eu ainda achei que poderia ser a porta de qualquer outra menina que tivesse tido a mesma ideia que eu. Foi aí que pensei que meu nome lá daria o toque final à minha obra. Baixei a fonte da Disney, fiz uma imagem com meu nome e meu primeiro sobrenome, imprimi e recortei letra por letra, colando na porta em seguida. Amei tá muito a minha cara, e não pretendo parar por aqui. Por pena da tinta eu não imprimi tudo que me deu vontade na hora, e quando a impressora for reabastecida imprimo o resto e depois quando eu ver alguma imagem bonitinha que ainda caiba lá, será bem vinda e a porta expressará cada vez melhor meu jeitinho.  Autorizo imitações =p  






Beijinhos ;*      Lara Tôrres

Meu Amor Canino

0 comentários
Oi gente :D Venho mostrar hoje para vocês que não sou uma pessoa hipócrita, postando as fotos do meu menino lindo, meu vira-latinha, Dobby Tôrres de Almeida, o meu amado de quatro patas. Como boa pró-adoção que sou, não o comprei. Meu fofinho foi um presente de meu pai, que o pegou em uma fazenda onde uma cadela tinha dado cria e o dono da propriedade não pretendia ficar com todos os filhotinhos, e assim como presente para mim e para minha irmã que sempre pedimos um cachorrinho para alegrar nossa casa e ser nosso companheirinho, chegou um filhotinho de pelo marrom, olhinhos castanhos, ponta das patinhas e o peito brancos, com o focinho e a ponta da cauda pretos ainda sem nome. 
 
Por muito pouco nosso novo amigo não ficou sendo chamado de BEBÊ. Eu explico. Meu pai era um tanto exótico na escolha de nomes, desde filhos até cães, e queria que ele se chamasse FLECHINHA. É de se esperar que as pessoas em casa não conseguissem chamá-lo assim pois além de muito grande o nome não combinava com ele, e por ele ser fofinho ficamos chamando-o de bebê. Na tentativa de achar um nome para nosso "bebê" o chamamos de várias formas. Não me condenem por já ter tido a ideia de "batizá-lo" de HARRY. Por fim minha mãe foi a salvadora da pátria, tão apaixonada quanto as duas filhas pelo elfo doméstico Dobby que apareceu pela primeira vez em "Harry Potter e a Câmara Secreta" e então foi definido de uma vez o nome do nosso novo amor. 
Levado que só ele, Dobby foi crescendo e dando um trabalho bastante grande. Fugindo de casa e me fazendo passar vergonha por precisar correr e gritar com uma coleira na mão atrás dele, inclusive de madrugada, descalça, de baby doll e cabelo todo assanhado. Fazendo xixi no quintal inteiro, cocô a toda hora, arrancando roupas do varal com preferência por calcinha, pulos em cima de qualquer pessoa conhecida que chegue perto dele e correndo como se estivesse disputando a são silvestre contra Usain Bolt sempre que saímos para passear. 


Durante o período em que Flávia, nossa empregada está trabalhando Dobby precisa ficar preso para não invadir a cozinha e atacar as panelas, depois disto fechamos a porta da cozinha que dá para o quintal e ele fica solto para fazer seu xixizinho onde bem entender, deitar debaixo do lavador de roupas e entrar na despensa que é onde mamãe guarda a máquina de lavar, livros escolares velhos, enfeites de natal, material de limpeza, onde a empregada se troca, e dormitório de Dobby. Ele tem a maior casinha de cachorro das redondezas =p 
Com seu jeito nem sempre dócil encanta a muita gente. Flávia ama meu bebê, . Mamãe diz não gostar dele mas não tem um dia que ela não vá ao quintal limpar os dejetos dele, por comida, água e soltá-lo dona Edivane não me engana, ela também ama nosso rapaz. 




Não sei ao certo a idade dele por não lembrar o ano exato em que ele chegou. Estimo que quando Geny, que foi durante anos minha babá e segunda mãe faleceu em 2007 ele tivesse seus 4 aninhos. Todos sentimos muita falta dela, inclusive Dobby que teve uma depressão após sua morte. Ele não comia direito por se sentir solitário, e até hoje só se alimenta quando tem gente com ele fazendo algo na cozinha ou no quintal, o que meu bebê vê como garantia de que a pessoa não vai embora em 2 minutinhos. Se acho que ele tinha seus 4 aninhos em 2007 e estamos beirando 2012, esse cálculo dá a Dobby uns 8 anos mais ou menos. Não se enganem pelo número alto, quem conhece esse cachorro sabe que ele é tão disposto quanto um filhotinho de alguns poucos meses.
 
Quero deixar uma bronca aqui a TODAS as pessoas que ousam abrir a boca para dizer que vira latas não são bons cães, que não prestam ou são feios e não são boas companhia e provar que isto é uma grande inverdade através de minhas palavras que vocês verão que tem fundamento e de uma imagem linda que vale por mais de mil agrupamentos de letras que têm sentido. Acho que todo mundo sabe o que é SELEÇÃO NATURAL, TEORIA DA EVOLUÇÃO DAS ESPÉCIES essas coisas que Charles Darwin nos mostrou. Pois bem, através da mistura de raças diferentes os vira-latas eliminam de sua carga genética o que cada tipo de cão tem de ruim como doenças comuns a determinadas raças e aproveita o que a genética pode lhes dar de bom, garantindo uma vida bem longa e sadia se ele for bem cuidado como Dobby. E sobre a beleza dos animais, que muita gente diz que os cães mestiços são feios, vejam esta foto de Dobby e quero ver se alguém tem a coragem de mentir tão absurdamente dizendo que ele não é lindo.

Encerro a postagem sobre Dobby com esta foto que mostra claramente para todos que TODO CÃO ama quem lhe dá carinho e atenção, sendo ele um Akita do mais alto pedigree, um poodle cheio de cachinhos ou um vira-lata. Mais um recado: Dobby me ama, vocês podem ver, mas por uma besteira que fiz eu já fui sim mordida por ele de forma perigosa, quase pegou meu olho. Mas o carinha que todo mundo vê que ele me dá prova que mesmo que um cão um dia não esteja com muito bom humor ou esteja velho, adoentado não deixa nunca de amar e sentir falta de seu dono. Nunca abandonem seus bichinhos, eles têm sentimentos também. 

Beijinhos ;* Lara Tôrres                       Lambidas :p  Dobby Tôrres

Escondendo A Barriguinha

0 comentários
Tem festa pra ir? Tá louca pra usar aquele vestidinho/saia ultra colados super sexys e sua barriga teimou em não diminuir tudo que você queria na academia? CALMA, NADA DE PÂNICO! Trago hoje para vocês um velho truque para emergências como esta, a FALSA magreza instantânea. Falo hoje sobre as cintas modeladoras de silhueta. Primeiramente, vocês não devem nunca se conformar com o sobrepeso por poder esconder o excesso de barriga quando for necessário, isto é apenas para que você possa arrasar enquanto a academia e a dieta não mostram seus efeitos, que só vêm depois de um certo tempo. Estou acima do meu peso e por ser estreitinha fico com uma porcaria de uma barriga redonda pra frente, pareço mais uma gestante ¬¬' e por isto não nego que já usei cintas sim, não é nenhum crime! Eu venho hoje apresentar alguns dos principais modelos de cintas que estão disponíveis no mercado e dar minha opinião sobre eles. Só lembrando já testei alguns. 




Não sei qual destes dois tipos é o pior. O da direita é muito comprido, tornando impossível usar com roupas mais curtas, sem falar que aperta o seioO da esquerda por ser mais duro e prender toda a sua coluna torna a tarefa de se abaixar uma missão impossível. 









Estes são um pouco mais vantajosos. Mais clarinhos e deixam o seio livre para que você use o sutiã mais adequado ao seu modelito, ou não use se preferir.Continuam impossibilitando o uso de roupas curtinhas. O modelo à direita é indicado para meninas que tem gordura apenas na parte de baixo da barriga. 
O modelo acima é muito bom, tem uma calcinha na parte inferior o que torna possível usar roupas do comprimento que se desejar sem problema. Sua única desvantagem é que como tem bojo, impede que você escolha que sutiã vai usar, podendo aparecer em certas peças.


Este na minha opinião é o modelo perfeito. Sem problemas com a parte de baixo, pega toda a barriga, dá liberdade de movimento e ainda deixa os seios livres para a escolha do sutiã que melhor se encaixe ao seu modelito. 






Espero que tenham gostado meninas, comentem se conhecerem algum outro modelo e digam o que acham dele, ajudem-me a enriquecer o post! 




Beijinhos ;*         Lara Tôrres

Preconceito Contra Vegetarianos

4 comentários
Como qualquer um que tenha lido o texto abaixo deve pode perceber, eu não gosto nada de preconceito com NINGUÉM e desço a língua (ou a palavra) em quem ataca pessoas de todo e qualquer grupo, mesmo os que não me incluem, mas é claro que que se metem o dedo na minha ferida, eu sinto a dor. No texto sobre Xenofobia que fiz nesta mesma data, as acusadas por tal crime me atingiram sim, não escondo de ninguém e ainda exponho meu orgulho de ser PERNAMBUCANA. Mas também negros, pardos, homossexuais, gordos e muitos outros grupos nos quais não estou inserida receberam ofensas e eu defendi a todos. O tema deste texto, será sim abordado com revolta ainda maior, e certa paixão da defesa do grupo que vem sofrendo ataques, pois faço parte dele e não terei mais ninguém a defender, nenhuma outra causa além da minha desta vez, então peço que perdoem se eu vier a cometer exageros. 
Não digo todos nem muitos, mas pelo menos alguns dos leitores que vem parar neste blog devem ter percebido em algum outro post ou pelos meus gadgets que esta que aqui vos fala é VEGETARIANA DO TIPO OVO-LACTO. Se quem está passando a vista nessas palavras tiver lido o texto onde falo sobre Vegetarianismo , já conhece todas estas definições e minhas razões para aderir a este estilo de vida diferente da maioria, e também já sabe que já sofri de preconceito algumas vezes. E é sobre este último ponto que quero falar neste texto. Incomoda muito ser olhada com cara de reprovação ao dizer que não gosta de comer carne, é revoltante ver pessoas rindo de você e quase inadmicível alguém ser chamado de fresco, metido a certinho, politicamente correto, rebelde sem causa e i pior de todos: hipócrita só por não comer animais. Mesmo me sentindo muitíssimo incompreendida e ficando muito mal sempre que um episódio destes acontece, quando é algo direcionado apenas a mim, quando é feito por brincadeira (mesmo que de extremo mal gosto) ou sem a intenção de ferir eu até que fico quieta, calada na minha. Porém de uns tempos para cá a coisa tem se agravado. Em blogs e em redes sociais como o facebook algumas imagens e alguns textos têm feito sátiras e críticas duras a este estilo de vida adotado por em média 4% dos jovens de São Paulo e Rio de Janeiro, espalhado por todo o globo. Desde sátiras em relação ao local de defecação dos bovinos 




até imagens que trazem críticas nas entrelinhas, taxando de hipócritas os vegetarianos que defendem o direito que os animais tem de viver, que consideram crueldade e falta de compaixão matar para comer. A imagem a seguir traz consigo ideia de que os vegetarianos são hipócritas porque dizem que é errado matar animais, mas matam vegetais e que deveriam ter compaixão e comer pedras por não ter vida. 




Há pessoas que não compreendem que plantas não tem cérebro, coração, nem órgãos sensoriais para que sintam alguma coisa. Não possuem emoções ou sentimentos, não sentem dor ou medo. Nem consciência de que são vivas as plantas possuem, por tanto não sabem que a estão perdendo. 


Faço o seguinte apelo : NÃO ODEIEM OU ATAQUEM OS VEGETARIANOS! NÃO VIVEMOS SATIRIZANDO NEM TIRANDO ONDA COM ONÍVOROS, AS IDEIAS E FOTOS QUE CIRCULAM PELA INTERNET NÃO RIDICULARIZAM NINGUÉM, SÓ TENTAMOS EXPOR O QUE VEMOS COMO REALIDADE PARA QUE QUEM TIVER MAIS SENSIBILIDADE POSSA TOMAR A DECISÃO QUE JULGAR CORRETA, DEPOIS DE CONHECER AS DUAS FACES DA MOEDA. NUNCA SE VIU POR AÍ NENHUMA MENSAGEM DE VEGETARIANOS HUMILHANDO E RIDICULARIZANDO ONÍVOROS, NÃO FAÇAM O MESMO CONOSCO. 




Beijinhos a quem não tem nada contra, mesmo que também não tenha nada a favor do vegetarianismo ;* 


Lara Tôrres  -  Vegetariana e Blogueira ofendida com certas "piadas" que foram feitas.

Xenofobia? EU SOU CONTRA!

0 comentários
O tema dessa vez é muito sério. Reparem na mudança, foi-se embora minha alegre fonte rosa, dando lugar hoje ao preto formal para demonstrar o tamanho da minha tristeza por ver pessoas agindo assim abertamente, estou beirando o luto. Onde foi parar a inteligência, a moral, a dignidade e a decência de certos seres humanos? Só DEUS sabe. O tema em pauta é a xenofobia, ódio a determinado grupo que habita cidade, estado, região ou país diferente. Só para lembrar é crime, assim como qualquer outro tipo de preconceito. Embora concorde com cada vírgula do que escreveu José Barbosa Júnior em seu Texto "Calem a boca, nordestinos!" (confira aqui) eu não consegui seguir seu conselho que é mais do que válido. Por qual motivo? Além de ser bem nervosinha, o absurdo foi grande demais, e as últimas ofensas doeram e muito, embora nada do que foi dito seja verdade ou tenha fundamento. Depois de Mayara Petruso dar as declarações que vocês podem ver abaixo na época da eleição da atual Presidente Dilma Rousseff




Foi a vez da estudante universitária gaúcha, Sophia Fernandes, moradora da cidade de Porto Alegre fazer xingamentos horríveis, ofensas tão medíocres quanto seus ideais nazifascistas que não poupa seu veneno apenas para o povo nordestino (embora seja ele o mais atacado por ela), tem para todo mundo que não for gaúcho.







E de Karine Mel, que ao meu ver é a pior de todas. Não guarda preconceito e hipocrisia para um ou outro grupo, mas para qualquer pessoa que não seja sulista, branca, magra e heterossexual quando veja só, ela gosta de mulher também (é hipocrisia dizer que meninas que fazem sexo com outras meninas não são homossexuais nem bi, além de declarar nojento o sexo homossexual masculino) 




As pessoas estão perdendo o bom senso. Nem mesmo para se lembrar de que apesar de falha a lei brasileira ainda existe, e que quando se trata de redes sociais, a coisa se torna massificada, chega rapidinho até as autoridades que se veem obrigadas a agir pela pressão da população abismada com atitudes assim. Fica aqui meu recado : QUEM QUISER CHAMAR ATENÇÃO PARA TER SEGUIDORES, FAÇA ALGO BOM E LEGAL. ASSUMIR SEUS PRECONCEITOS IDIOTAS SÓ VAI PREJUDICAR VOCÊS. KARINE, MAYARA, SOPHIA E OS DEMAIS PRECONCEITUOSOS DO TWITTER E FACEBOOK #FicaADica : GUARDEM A IMBECILIDADE PARA SI. 



Beijinhos para quem tem algo na cabeça (excluo preconceituosos)  ;*        



Assina :  Lara Tôrres, UMA PERNAMBUCANA ORGULHOSA DE TER NASCIDO NESTA TERRA DE GRANDES E FORTES. 




Ame Intensamente, Deixe Isto Claro.

0 comentários
Gente, vi este vídeo hoje e ele me fez refletir muito sobre a vida além de me arrancar litros de lágrimas. O vídeo fala por si só, mas eu quero deixar também o meu recado aqui para vocês. CARPE DIEM, APROVEITE O DIA, AME, DIGA QUE AMA, ABRACE, BEIJE, DÊ CARINHO ENQUANTO VOCÊ PUDER, POIS VOCÊ NÃO SABE QUANDO PERDERÁ QUEM AMA. 



Beijinhos ;*    Lara Tôrres  

Make Fim De Ano

1 comentários
Oi ;D Venho hoje apresentar para vocês algumas tendências de maquiagem para este final de ano que tá se aproximando :D Primeiramente acho válido lembrar de uma pequenina regra da maquiagem : Se destacar a boca, suavize o olho e vice-versa, a não ser que você queira combinar olho preto + batom vermelho ou rosa. 


Bem, como as festas de Natal e Réveillon ocorrem normalmente a noite é preferível as sombras de cores mais frias, que dão mais glamour e destacam as características do seu rosto. O brilho, assim como nas roupas vem com tudo para os rostinhos femininos nesse Natal e fim/início de ano. O blush (principalmente o rosado) e o delineador/lápis preto são nossos eternos queridinhos que nunca saem de moda, e obviamente estarão com força total no final de ano fazendo com que todas nós esbanjemos glamour e elegância por aí. Os batons são sempre a critério, mas os rosas e vermelhos merecem destaque nesta época do ano. Eu particularmente estou louca pelo Centrifuchsia e também o Retrofuturist da Lime Crime. Um suuper rosa e um vermelho aberto, lindos de morrer, cuja existência eu descobri no blog Atmosfera Glamour . ENLOUQUECI! Mas os danadinhos custam na faixa dos 12 até os 16 dólares (no site oficial da Lime Crime ):X Foi triste pra mim, mas deixo aqui o link de onde comprar, para que as Ryca$ que se interessarem possam adquirir estas belezinhas. 


Beijinhos :*                    Lara Tôrres
      
Lime Crime - Venda de Batons








Retrofuturist - Lime Crime

Plágio NÃO

1 comentários
Oi meninas :(   Repararam que no lugar de meu sorrisinho habitual depois da saudação de início de post tem uma carinha de tristeza? Pois bem, venho falar de algo negativo, que me entristeceu e revoltou MUITO. Pela segunda vez em um ano e dois meses de blog eu fui vítima de plágio. Isso mesmo, o PDM foi imitado. A primeira vez tem alguns meses, tive dois textos copiados por uma menina, e desta vez um trecho do post Tatuagens Aprovadíssimas foi sequestrado  por um blog que não sei nem quem peste que mantém! 
É claro que fiz denúncia ao Google através do formulário que eles disponibilizam para este fim. Funciona, da primeira vez o conteúdo foi removido, e esta última ainda estou aguardando resposta, pois descobri o plágio ontem. Para informar vocês melhor, uma cópia autorizada ou que indique a fonte do material é totalmente legal, mas a partir do momento em que se faz uma cópia não autorizada e coloca sua assinatura nela, apropriando-se de conteúdo que não lhe pertence, é plágio, É CRIME! Quem é plagiado fica revoltado e sofre um bocado, quando vê alguém tendo sucesso de graça em cima do seu trabalho, feito com carinho e dedicação para ser algo único. Minha gente deixo aqui um apelo: NÃO PLAGIEM NINGUÉM, VOCÊS PODEM SE DAR MUITO MAL COM ISTO, E A VÍTIMA VAI SE SENTIR MUITO MAL. TENHAM ESTA CONSCIÊNCIA! DENUNCIEM O PLÁGIO, NÃO SEJAMOS CONIVENTES COM ISTO. 




Fonte da Imagem




Beijinhos ;*           Lara Tôrres

Look de Final De Ano

1 comentários
Oi meninas ;D Venho hoje trazer para vocês umas dicas de vestuário para lindas, glamourosas, divertidas e tão esperadas festas de final de ano. Para mim elas têm um significado todo especial, principalmente a véspera de natal, pois além de seu significado religioso (sou cristã),  nesta data estarei completando 2 anos ao lado do meu namorado querido, meu companheirinho que amo tanto *-* Uma data assim merece um Look todo especial, e na moda não acham? Como não apenas eu mas todas vocês merecem estar muito bem vestidas para saudar o nascimento de Jesus e o ano que está por vir, aqui vai a "previsão do tempo" fashion =p 


Andei dando uma pequena pesquisada nas tendências desse final/início  de ano, e constatei que o que estará em alta no réveillon e para o natal é bem variado, e também favorece quem não está na sua melhor forma física (eeeu o/ ). O fator principal para a escolha do que vestir e calçar continua sendo o local onde você estará. Para algo mais formal como uma festa num clube ou jantar chique, é sempre bom fazer uso de um vestido um pouco mais compridinho, se você for para festas de rua, praia ou for se confraternizar em casa, cabe um modelito mais despojado, que varia de vestido mais curto até shortinho curto (não quase mostrando seu bumbumzinho, e não muito simples, prezemos pela elegância nesta data) acompanhado de uma batinha. 


Vamos falar das cores. Como todas nós já sabemos, se quiser ser mais clássica no Ano Novo, aposte no branquinho para chamar a paz para sua vida. Mas ele não é lei! As outras cores não morrem quando o final de ano se aproxima, e também têm significados na nossa superstição : D Esta virada de ano vem pedindo brilho, com paetês em alta e as estampas dão uma alegria para esta data do calendário. Para quem prefere algo mais sóbrio, vestidos lisos. 


No quesito forma da roupa, os vestidinhos de um ombro só e também os de alças fininhas vêm com tudo nesse momento de transição 2011 - 2012, e o queridinho eterno, bom e velho amigo que nunca sai de moda, o nosso amado TOMARA QUE CAIA estará mais que presente nas festas de dezembro. Seguem para vocês algumas fotos que eu saí catando pelo querido Google, e reuni em poucas imagens contendo vários modelos. Inspirem-se e sejam felizes estando na moda  nas comemorações deste mês.




Beijinhos e Boas Festas ;*                               Lara Tôrres 













 

Point das Menininhas Copyright © 2010 Designed by Ipietoon Blogger Template Sponsored by Online Shop Vector by Artshare